No Carnaval do enredo "O Som da Cor", o símbolo da Vila Isabel vai aparecer em dois grandes momentos: no tripé da comissão de frente e no último carro.
Lembrando o campeonato de "Kizomba, a festa da raça", essa alegoria é toda decorada com inspiração naquele desfile de 1988. Inclusive, o nome da escola e do enredo vão aparecer com o mesmo formato daquele emblemático ano, quando foi celebrado o centenário da Abolição da escravatura.
Martinho da Vila, atual presidente de honra da azul e branca, virá sentado em um trono nesse carro, assim como veio o compositor e ex-presidente da agremiação Paulo Brasão, naquela época. Ele vai representar um soba, pensador da tribo africana.

Postar um comentário

 
Top