A Beija-Flor de Nilópolis completará 70 anos no próximo 25 de dezembro, e prepara uma série de comemorações para celebrar a data. Uma delas promete emocionar os amantes da escola e também os admiradores do samba. O departamento cultural da Deusa da Passarela vem reunindo uma série de artigos históricos da trajetória da agremiação para uma exposição, que acontecerá em dezembro de 2018, no Centro de Artes Calouste Gulbekian, na rua Benedito Hipólito (ao lado da Marquês de Sapucaí e em frente ao Terreirão do Samba).
A mostra terá todo o conteúdo textual produzido pelo jornalista Aydano André Motta, que também é biógrafo da Beija-Flor. Nesta semana, a secretária de cultura do município do Rio de Janeiro, Nilcemar Nogueira, e a pesquisadora Rachel Valença, estiveram no barracão da azul e branca para iniciar os trâmites da exposição. Elas conversaram com a diretoria da escola. A porta-bandeira Selminha Sorriso, ícone da história da atual campeã, também marcou presença.

Postar um comentário

 
Top