Este carnaval será o primeiro após a aprovação, pelo Congresso Nacional, da lei nº 13.718/2018, que alterou o Código Penal para tipificar como crime a importunação sexual. Para divulgar a novidade e evitar a ocorrência do crime, as delegacias da Mulher do Rio de Janeiro iniciaram uma campanha de conscientização, com a distribuição de adesivos e material explicativo durante o carnaval, período em que aumenta a incidência da importunação sexual sobre as mulheres.
As 14 Deams do estado terão reforço policial no carnaval para atender as vítimas e receber as denúncias.  “É o primeiro carnaval que a gente tem em vigor a lei da importunação sexual, com até cinco anos de prisão, ou seja, qualquer passada de mão mais lasciva, um beijo forçado, a ejaculação na vítima, como foram em casos recentes nos transportes públicos, tem pena agora mais dura para quem cometer”, diz a delegada Juliana Emerick, diretora das Delegacias de Atendimento à Mulher do estado do Rio de Janeiro (Deams). 
(fonte: EBC)
 
Top