Uma das mais tradicionais escolas de samba carioca, conhecida por seus desfiles irreverentes no Sambódromo, a Caprichosos  de Pilares, sofre com uma disputa política desde 2011. De lá pra cá, nenhuma chapa vitoriosa teve sossego para administrar a agremiação, pois as sentenças judiciais, a maioria delas provisórias, vão anulando sucessivamente os resultados das urnas. 

Atualmente, não há representantes legais da escola junto à Liga Independente das Escolas de Samba do Brasil (Liesb), organizadora das séries B, C e D, a Caprichosos foi proibida de desfilar neste Carnaval. 

A agremiação deixou de desfilar pelo segundo ano consecutivo na Estrada Intendente Magalhães, e foi automaticamente rebaixada para o Grupo E do Carnaval, onde ficará pelos próximos dois anos, segundo o regulamento.

(Fonte: o dia)
 
Top