Governador quer dobrar número de blocos carnavalescos e assumir Marquês de Sapucaí. | Alternativa RJ

Willson Witzel, governador do RJ, disse nesta quinta-feira, que está finalizando o documento que vai comunicar ao prefeito Marcelo Crivella a decisão do governo estadual de assumir a gestão da Marquês de Sapucaí.

Inaugurada em 1984, a Passarela do Samba foi construída na gestão do então governador Leonel de Moura Brizola. Durante participação do evento "Rumo ao Rio", organizado pela secretaria de Turismo, Witzel adiantou que já comunicou ao presidente da Riotur, Marcelo Alves, sobre a retomada do Sambódromo. 

"Carnaval do Rio não é da cidade. Envolve o estado. São várias escolas de samba de outras cidades. O carnaval precisa de uma repaginada. O próprio sambódromo precisa de investimentos de R$ 10 milhões ou talvez mais. Carnaval do Rio é muito importante para que ele seja aproveitado dois, três dias. Temos pressa porque o carnaval de 2020 precisa ser organizado. Vamos agora trabalhar no marco regulatórios dos blocos. Queremos dobrar o número de blocos." acrescentou ele
 
Top